Faça seu melhor independente do grau de importância do que se tem a fazer.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Micro Detalhes do Macro!!


                Engraçado que ce eu escrevo erado, alguns logo reparam e pensam “que burro”, “ridículo errar isso”. A capacidade que essas pessoas têm para reparar erros e lados negativos, por ventura, será que se equipara a capacidade de admirar o belo, o acerto, as façanhas dos seus próximos?
                Meu propósito com este texto é ir um pouco mais além da boa e velha discussão sobre admirar a lua, o sol, o céu, as flores, enfim, toda criação, que por nosso ego gigante passamos a ter como banal, enumerando apenas algumas, como “pontos turísticos”, sendo que na verdade, vivemos em um enorme ponto turístico nesse universo que também é se não, mais um “ponto turístico”.
                Quero aqui levantar uma observação um pouco mais “relacional”, “passional”, ou qualquer outro “al” que combine. Me refiro a detalhes do tipo: uma mesa posta com sua xícara preferida, com o pão que você mais gosta e todos os demais acompanhamentos; ou aquela festa surpresa no seu aniversário; o presente que você tanto sonhou ganhar, mas nem lembra de ter comentado com alguém; um passeio em um lugar que só você e a outra pessoa sabem que é especial; aquele “bom dia” depois de ser observado por horas dormindo; aquele carinho quando se sente sozinho; aquele abraço apertado para passar toda segurança que você precisa quando está fraco...
                Então chego com isso no “X” da questão, no ponto “G” da obra: antes de admirar o macro, admire o micro, pois quem não sabe dar valor ao que está próximo, nunca vai valorizar o mais distante. Não que seja a distância que mensure o que se deve ou não valorizar, mas digamos que a sensibilidade para essa diferenciação é que dita sua capacidade de contemplar o que de mais belo te rodeia. Admire e dê valor desde um simples “oi”, cheio de carinho em suas vogais, até as frases mais ríspidas, que são ditas para seu bem, mesmo que no momento você não entenda! Desamarre as cordas que te prendem a rotina, transforme o que é “comum” em algo especial aos seus olhos, viva a intensidade dessa eterna novidade que eu quero que se transforme a vida de cada um. Se deleite com seu “novo eu”, se curta e se deixe curtir pelo e com o micro, para no passo seguinte aproveitar ainda mais do macro.

2 comentários:

  1. curti mtooooooooooooo

    ResponderExcluir
  2. Esse texto é fato!

    Serviu completamente para o que eu to passando, mas no meu caso é a valorização das pessoas e suas atitudes! Temos que dar mais valor às pessoas que estão ao nosso lado, e nos permitir que outras pessoas nos conhecam de verdade, antes de julgar somente pela "capa"!

    Em determinados momentos temos que ter uma postura, mas isso não significa que sejamos assim todo o tempo!

    Que amemos mais! E assim amemos mais a vida, e curtir cada momento! Pois é vida é muito curta!!

    Beijos amore, fique com Deus!

    ResponderExcluir